quinta-feira, 5 de novembro de 2009

QUE ORAÇÃO?


-- Senhoras!!!
-- Sim, oras!
-- Têm horas?
-- Sem horas...
-- 100 horas???
-- "Sem", oras! 


Cora Rufino (Julho de 2005)


5 comentários:

Karen disse...

:P

Glorioso Mentecapto disse...

Uma coisa extremamente filosófica é pensar que um gato não utilizará nunca um único centavo. E os bichanos pululam nas ruas de Boa Vista. Porque os humanos, que são muito mais inteligentes do que os gatos, precisam de dinheiro e acreditam não poder sobreviver sem?
um relógio não vale nem 100...o que houve? roubaram seus relógios, sem horas? mas isso está muito 100 100tido.

Elimacuxi disse...

teu poema me fala do tempo? esse tema fugidio...
Também me remete à "senhora" forjada na ordem burguesa, mulher sem hora nem vontade, sem honra própria nem verdade, apenas um adereço do homem para estreitar laços de uma sociabilidade caduca.
gosto desse brincar com palavras que me leva além
beijo Cora!

Guébi-Chan disse...

oi Cora, thx por visitar meu blog... ^^ vou seguir o seu !

xD post interessante por brincar com as palavras...sugoi desu yo!

kissu
;*

Marcelo Perez disse...

Ei, Corita, olha eu de novo, volta pro Teatro, outsider, vamos escrever um texto juntos? Olha eu perturbando a vida dos outros.... é a vodka...kkkkk, timtim!
beijocas