sábado, 21 de janeiro de 2012

Ceroto

Quando a lágrima escorre pro ouvido,
mistura com a cera.
Que nojeira!
E nessa eca
afogo o eco.

blub and tchibluf... 
(mergulhando na piscininha auricular)



Cora Rufino



Um comentário:

Monique Oliveira disse...

eca Cora!...
esse poema causou-me nojo :p